UMA POR DIA


Mergulhe de cabeça na Pororoca dos Mestres da Guitarrada by umapordia
abril 9, 2009, 1:37 am
Filed under: Música do dia | Tags:

Pô Galera, às vezes rolam uns dias como hoje. Tanta música pra escolher, ao alcance da mão, e de repente penso: “não, não quero colocar nada do que tenho, quero colocar algo que eu não conheça!” No fundo, claro, há muito de vontade minha mesmo de escutar algo novo. E aí tem dias, como hoje, em que tenho sorte e encontro algo bem legal. O disco é o Música Magneta, dos paraenses Vieira, Curica e Aldo Sena, os Mestres da Guitarrada (gênero paraense resultado da fusão do choro, do carimbó, do merengue e do maxixe) registrados nesse fantástico disco que saiu no ano passado. A melhor descrição tá no lugar de onde tirei a pérola, o Daporramúsicas (que aliás, também conheci hoje): “O processo de gravação e mixagem das 12 faixas se dividiu em três etapas principais, separadas por intervalos de tempo consideráveis. Inicialmente, DJ Dolores registrou as guitarras dos mestres no estúdio Muzak, ligado ao Candeeiro. Depois, Dengue (baixo) e Pupillo (bateria), ambos da Nação Zumbi, improvisaram, com a ajuda do teclado de Bactéria (Mundo Livre) e de ocasionais percussões, um arcabouço sonoro para as divagações de Vieira, Curica e Aldo Sena. Por fim, Júnior Areia (baixista do Mundo Livre) e André Oliveira apararam as arestas do material bruto. Milagrosamente – se levarmos em conta a distância entre as etapas e o contato mínimo entre seus protagonistas – esse parto deu certo! A simplicidade envolvente das guitarras dos mestres paraenses vem acrescida, aqui, da sutileza das construções rítmicas assinada pela dupla Pupillo e Dengue. A combinação é, simultâneamente, hipnótica e arrebatadora: cada faixa de Música Magneta aprofunda a languidez dançante, a sensação de surfar sem pressa a interminável Pororoca de uma tarde quente de verão na região norte.” Pô, não preciso dizer mais nada, fiquem com a delícia da música “Olinda”, homenagem do Mestre Vieira à Bela. Escutem a pérola aqui! (De brinde, se quiserem escutar o remix do DJ Dolores –há um segundo disco– só de remixes–, escutem aqui! Máximo!!)

P.S.1: Cada vez tô botando mais fé na dica do meu amigo Adriano aka DJ Presi, de que a música paraense é um vasto território a conhecer.. P.S.2: Pô, Pupillo e Dengue deveriam ganhar um prêmio. Digam-me se alguém fez mais do que eles pela música brasileira em 2008? 3 na Massa, Sonantes, Mestres da Guitarrada… e o Pupillo ainda esteve por trás do Frevo do Mundo. Salve!

Pô Galera, a veces hay unos dias como hoje. Tanta musica para elegir, a distancia de la mano, y de repente pienso: “no, no quiero poner nada de lo que tengo, quiero poner algo que no conozca!” En el fondo, claro, se trata tambien de ganas mias de escuchar algo mio. Y entonces hay dias, como hoy, en que tengo suerte y encuentro algo muy bueno. El disco es el Música Magneta, de los paraenses Vieira, Curica y Aldo Sena, los Mestres da Guitarrada (genero de Pará, Estado en la Amozonia, que resulta de la fusión del choro, del carimbó, del merengue y del maxixe) registrados en ese fantastico disco que salió el año pasado. La mejor descripción está en el lugar de donde saqué la perla, el Daporramúsicas (que tambien conoci hoy): “El proceso de grabación y mixaje de los 12 tema se dividió en tres etapas principales, separads por intervalos de tiempo considerables. Inicialmente, DJ Dolores registró las guitarras de los maestros en el estúdio Muzak, ligado al sello Candeeiro. Despues, Dengue (bajo) y Pupillo (bateria), ambos de Nação Zumbi, improvisaron, con la ayuda del teclado de Bactéria (Mundo Livre) y ocasionales percusiones, un marco sonoro para las divagaciones de Vieira, Curica e Aldo Sena. Por fin, Júnior Areia (bajista de Mundo Livre) y André Oliveira apararan arestras del material bruto. Milagrosamente – si llevamos en cuenta la distancia entre las etapas y el contacto mínimo entre sus protagonistas- ese parto obtuvo exito! La simplicidad envolviente de las guitarras de los maestros paranaenes viene acrecida acá de la sutileza de las construcciones ritmicas firmada por la dupla Pupillo e Dengue. La combinación es, simultaneamente, hipnotica y arrebatadora: cada tema de Música Magneta aprofunda la languidez bailable, la sensación de surfear sin prisa la interminable Pororoca de una tarde de calor de verano en la región norte.” Bueno, no necesito decir nada más, quedense con la delicia que es el tema “Olinda”, homenaje de Maestro Vieira a la Bella. Escuchen la perla acá! (Como bonus, si quieren escuchar el remix de DJ Dolores –hay un segundo disco solo de remixes–, escuchenlo acá! Máximo!!)

P.S.1: Cada vez le creo más a mi amigo Adriano aka DJ Presi que me contaba que la musica paraense es un vasto territorio a conocer.. P.S.2: Pô, Pupillo e Dengue se deberian ganar un premio. Diganme si alguien hizo más que los dos por la música brasileña en el 2008? 3 na Massa, Sonantes, Mestres da Guitarrada… y Pupillo todavia estuvo por detrás de Frevo do Mundo. Salve!

MySpace dos Mestres da Guitarrada

Anúncios

8 Comentários so far
Deixe um comentário

Carlos esse som é muito bom! Assisti ao show deles no Tim Festival ano passado e foi animal!! Recomendo a todos que tenha a chance!!!

Comentário por otavio machado

Fala Otávio!! Pô, esse som é do caramba… depois fui olhar e parece que o show no Tim Festival foi “secundado” pelo DJ Dolores, não é? Que luxo.. abracao

Comentário por umapordia

super querido carlos, sigo acumulando motivos para me mudar definitivamente para o pará e você me ajuda ainda mais com essa música! estou convencida de que é o lugar mais interessante para se viver neste exato momento (parece que os povos tradicionais do araguaia farão um museu em homenagem aos guerrlheiros – que dignidade!!! foi articulada uma reunião para a próxima semana com o ministério da cultura)beijo e obrigada, como sempre, pela música!

Comentário por camila

Oi Camila, que bom que vc vai encontrando mais razões pra ir pro Pará. Tudo de bom, e te mando um beijão! Carlos

Comentário por umapordia

cabra, estive duas vezes esse ano no Pará e numa delas fui pro sul de Marajó, São Sebastião da Boa Vista, onde conheci cada figura e de uma delas até gravei um videozinho (o senhor de 70 e tantos cantando música própria, improvisando uma mesa de madeira como bateria e fazendo a guitarrada na boca) que vou socializar no Youtube… ponho o link aqui, abrs!

Comentário por Rogério Tomaz Jr.

Salve Rogério! Foi a demora na resposta. Mande sim o link. Abração! Carlos

Comentário por umapordia

Querido, acho que tem tudo a ver com o projeto. Muitos beijos e parabéns de novo pelo de ontem.

Comentário por Tania

Bommm, né? beijoo

Comentário por umapordia




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: